05/11/2011

Encontro


Tantas pessoas passam por nossa vida sem nunca nos tocar de verdade. 
Quantas pessoas você pode dizer que mudaram sua vida ou que te ajudaram a ser uma pessoa melhor?

Alguém que chega inesperadamente e da mesma forma sacode a poeira da sua rotina e te mostra o mundo com novos olhos. Alguém que você não imaginava, mas te acolhe quando precisa e faz ver os problemas sob uma nova perspectiva. Alguém que acorda os sonhos que haviam adormecido dentro de você e desperta seu coração para a vida.

A cada novo dia, Deus nos abençoa com a presença de alguém assim.
Algumas pessoas especiais surgem para passar apenas uma temporada conosco, outras as mesmas circunstâncias da vida que afasta, vez ou outra traz de volta também. E há aquelas que simplesmente ficam.

Ás vezes é difícil reconhecer que uma história (ou um capítulo dela) acabou. Nunca estamos preparados para a despedida, principalmente de quem se torna importante pra nós. Isso porque um pedacinho de nós se vai com ela. 
Como dizia Nando Reis em uma de suas músicas, "mesmo na saudade não está ausente".
Saudade que aperta no peito quando tudo que queríamos era ouvir aquela voz ou sentir aquele abraço.
Saudade que vira risada quando lembramos dos momentos que marcaram.
Saudade que escapole dos olhos como lágrima.

Gosto de pensar que as pessoas boas que passam por nossa vida e de alguma maneira transformam nossos cenários preto e branco com a sua cor, nos ensinando a rir dos tropeços e a andar um pouco descalço de vez em quando, não vieram por acaso.
Nada na vida é definitivo, nem a chegada nem a partida, por isso é preciso APROVEITAR AO MÁXIMO!
Se não sabe como será o segundo seguinte, pra quê perder tempo com raiva ou dor?

Vamos nos permitir viver o que a vida tem de bom! Virar a página quando necessário e não temer desafios e novas histórias! Nem sempre o ponto final significa que é o fim. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário