17/10/2011

Morre o Piloto de Fórmula Indy, Dan Wheldon

Após a morte de Dan Wheldon, em acidente durante o GP de Las Vegas de Fórmula Indy neste domingo, os pilotos brasileiros lamentaram a fatalidade. Tanto companheiros do inglês na categoria como da Fórmula 1 demonstraram sua tristeza e apoio à família de Wheldon.

Helio Castroneves, da Penske, tentou encontrar palavras para descrever o sentimento de perda. “É difícil falar. Dan era uma boa pessoa, meu Deus! Era alguém por quem sentíamos satisfação por conhecer. Ele tem um filho da idade da Mikaella e um bebê de poucos meses. Todos estamos devastados, com o coração pesado. É uma perda imensa. Rezemos para que a alma dele seja recebida com todas as glórias do reino dos céus e dê o apoio à família dele”, disse.
Outros pilotos da Fórmula Indy também se manifestaram sobre a tragédia. “Não é correto. Isto não deveria ter acontecido. Descanse em paz, Dan”, afirmou Vitor Meira, da equipe AJ Foyt. “Não tenho palavras para descrever a dor. Te vejo do outro lado, meu caro amigo. Sentiremos sua falta”, comentou Tony Kanaan, da equipe KV.
Rubens Barrichello, que corre pela Williams na Fórmula 1, também manifestou seu pesar ao saber da morte de Wheldon. “Acabei de descer do avião com a notícia horrível da morte de Dan Wheldon. Que coisa... lembrarei sempre de nossas risadas na Granja [Viana]. Vá em paz”, escreveu em seu perfil oficial no Twitter, lembrando quando correu de kart com Wheldon.
Rubinho, que disse “sentir um baita buraco pelo peito”, ainda enviou forças a Kanaan. “Força aí, mano. Que coisa mais terrível... O que puder fazer pela família me fale”, postou o piloto no microblog.
Emerson Fittipaldi, ex-piloto de F-‘ e F-Indy, também enviou condolências aos familiares de Wheldon. “Dia muito triste! 2 vezes campeão da Indy 500! Grande Campeão! As minhas condolências e meu amor aos familiares de Dan Wheldon! Da família Fittipaldi.”, escreveu pelo Twitter.
Wheldon, de 33 anos, morreu após se envolver em um gravíssimo acidente no início do GP de Las Vegas de F-Indy. Com apenas onze voltas, quinze carros se envolveram na batida. O inglês foi retirado às pressas por helicóptero do autódromo, mas não resistiu aos ferimentos. Em sua homenagem, foram dadas 5 voltas no circuito pelos carros que restaram. A corrida, em que Wheldon corria como convidado por US$ 2 milhões, foi cancelada.
O inglês foi campeão da Indy em 2005 e estava correndo a sua terceira prova na temporada. Em uma delas, a famosa Indy 500, Wheldon venceu após uma batida na última volta do GP. Para o ano que vem, ele era cotado para substituir Danica Patrick na Andretti Autosport. Ao total, foram 16 vitórias nos seus nove anos de carreira.
A última morte na F-Indy havia sido em 2006, quando o piloto Paul Dana se envolveu em um acidente durante treino de aquecimento em Miami. Em corrida, o último acidente fatal havia ocorrido com o canadense Greg Moore no GP de Fontana em 1999

Fonte: http://esporte.uol.com.br/velocidade/ultimas-noticias/2011/10/17/pilotos-brasileiros-lamentam-morte-de-dan-wheldon.htm

Isso tudo me fez lembrar do memorável e inesquecível Airton Senna.


Saudades de grandes Pessoas, que morreram fazendo o que mais gostava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário